O Instituto Protea atua em parcerias com hospitais para dar acesso a pacientes de câncer de mama de baixa renda, de forma rápida, a um tratamento digno e com qualidade, porque sabemos que tempo é cura! Quanto antes essa paciente iniciar o seu tratamento, mais chances ela terá de curar o seu câncer de mama!

Quando diagnosticado precocemente e tratado com qualidade, o câncer de mama tem até 95% de chances de cura, mas atualmente 25% das pacientes brasileiras morrem em até 5 anos do diagnóstico!

Para ajudar a mudar esta realidade desenvolvemos projetos em parceria com Hospitais privados filantrópicos.

Nossa primeira área de atuação será na Zona Leste de São Paulo, SP. A Zona Leste é considerada a região mais pobre de São Paulo, segundo o IBGE . Além disso, é uma das mais populosas, sendo responsável por 20% da população do Município de São Paulo, ou seja, 2,4 milhões de habitantes *.  Com 534 mil moradores, Itaquera é a região mais populosa da Zona Leste, e a segunda região mais populosa da capital paulista. Só a região de Itaquera tem população superior à de São José dos Campos, no interior de São Paulo, com 372 mil moradores. A pobreza e a superpopulação impactam a qualidade de vida e saúde dos moradores da região: observou-se que a expectativa de vida dos itaquerenses, atualmente em 62 anos, vem declinando nos últimos anos, quando a média no Brasil subiu para 75 anos. Além disso, aumentaram os casos de morte por câncer na região nos últimos anos *. 

Por essas razões, o Instituto Protea foi buscar um parceiro nesta região para desenvolver o projeto AMAR – Atendimento ao Câncer de Mama de Alta Resolutividade. Escolhemos esse nome, porque sabemos que tempo é vida e cura para as nossas pacientes. O objetivo do projeto AMAR é aumentar o número de novas pacientes atendidas com suspeita de câncer de mama e realizar todos os exames de diagnóstico necessários em um só dia. A paciente ganha tempo (seus resultados saem mais rápido), além de comodidade e conforto, pois evita voltar repetidas vezes ao hospital para realizar todos os exames. Com essas duas ações diminuímos o tempo de espera entre o diagnóstico e o início do tratamento.

Outro objetivo do nosso projeto é oferecer a realização do exame de mamotomia, um exame diagnóstico de nódulos não palpáveis que não podem ser examinados via mamografia. Na maioria das vezes este exame é feito por meio de cirurgia em centro cirúrgico. Realizar este procedimento em um ambiente clínico é mais confortável e menos traumático para a paciente, com menor risco clínico e em menor tempo. O Instituto Protea faz tudo possível para diminuir o tempo necessário entre o diagnóstico e o início do tratamento com a qualidade médica e técnica que nossas pacientes merecem.  

* Fontes: Censo Demográfico IBGE, 2010; Dados Demográficos, Prefeitura SP, 2017; Observatório Cidadão.

Quer ficar por dentro das novidades dos nossos projetos? Siga as nossas redes sociais: